Em Suiça, o vinho é tão importante quanto o pão e a água

//Em Suiça, o vinho é tão importante quanto o pão e a água

Em Suiça, o vinho é tão importante quanto o pão e a água

A Suiça ocupa a 4a posição como País consumidor de vinho no mundo. Apesar de ser um mercado discreto, é um mercado muito forte. Os suíços são reconhecidos como sendo dos consumidores mais entusiastas do mundo. Bebem mais vinho per capita que os Austríacos, os Gregos, os Alemães, os Australianos e mesmo os Americanos. O vinho integra se nos hábitos sociais culturais e culinários.

Os suíços, amadores de vinho, são igualmente dos que mais gastam. Um estudo britânico mostrou que os Suíços gastam cerca de 600eur por pessoa, por anoa o passo que os consumidores de vinhos na Península ibérica despendem 127eur por pessoa e por ano, claro está não podemos esquecer proporcionalmente o nível de vida de cada país. Segundo um relatório da Wine Intelligence, «Os supermercados são o local mais importante na compra de vinhos». As garrafeiras especializadas têm o segundo lugar. «O vinho é um negócio importante na Suíça», indica o relatório da Wine Intelligence. «A Suíça pode ser um pequeno país da Europa ocidental mas o mercado oferece uma série de oportunidades consideráveis para a venda de vinho.»

A maioria dos locais Vitícolas estão abertos ao publico, propõem vendas diretas e têm salas de prova. Os consumidores que visitam um produtor suíço mantêm se em geral fiéis. Os consumidores suíços procuram produtos de tendência interessantes e diferentes tais como os “Orange wine”, vinhos naturais ou vinhos raros. Um escanção do Valais confiou-nos que: «Os Nectares desconhecidos vendem-se melhor mas é preciso contar a historia do produtor. A falta de historia atras do vinho leva o consumidor então a preferir produtos mais clássicos”. Os peritos suíços estimam que os restaurantes helvéticos desenvolveram muito a sua gama e hoje são capazes de oferecer vinhos de todas as regiões do país. A curiosidade pelos vinhos suíços explica-se também pelo aumento na qualidade dos últimos anos. Os restaurantes privilegiam os vinhos de castas originais que se multiplicaram. Esta tendência pesada na «regionalização» ajuda o mercado vitivinícola suíço a continuar o seu trabalho de desenvolvimento, estima o Euromonitor.

Os produtos locais são tendência!

PICHET-WEB

«Os consumidores querem produtos de Origem suiça” declarou, Jean-Marc Amez-Droz, director da “Swiss Wine Promotion”, numa entrevista ao Gastrojournal. Em Genebra, por exemplo, vários restaurantes propõem agora uma maior seleção de vinhos locais, o que não era o caso há 10 anos. Na promoção dos vinhos locais, os restaurantes têm um papel muito importante. Para promover estes vinhos, o segmento da industria suíça lançou uma plataforma em linha gratuita de aprendizagem para os profissionais da restauração. Para vender vinho suíço, é preciso conhecer o vinho suíço!

Se privilegiar a qualidade e a originalidade, tem 3 coisas a fazer.;Em primeiro lugar apanhe o avião, o comboio, vá de carro ou mesmo de bicicleta para chegar à Suiça. Em segundo lugar não se esqueça de dizer «Santé !» na parte francófona do país, « Prost !» na parte germanófona e « Saluti !» na parte italiana. Por fim, não se esqueça de olhar nos olhos da outra pessoa antes de brindar!

2018-11-22T10:01:13+00:0010 Novembro, 2018|