960 vinhos espumantes irão competir este ano na Anadia, Portugal

960 vinhos espumantes irão competir este ano na Anadia, Portugal

A primeira sessão de Espumantes do Concurso Mundial de Bruxelas terá lugar de 1 a 3 de Julho de 2022

O vinho espumante, representa 10% do volume global exportado e 22% das exportações mundiais globais, o que o torna a segunda maior categoria em termos de valor depois do vinho tranquilo engarrafado. No ano passado, a categoria dos vinhos espumantes aumentou tanto em volume (+22%) como em valor (+35%) em relação a 2020. O mercado mundial de vinho espumante foi avaliado em mais de 41 mil milhões de dólares em 2021.

As rápidas mudanças socioeconómicas e a urbanização acelerada estão a impulsionar a procura de vinho espumante em todo o mundo. Com o aumento contínuo do nível de vida e do poder de compra, os clientes desejam comprar artigos de alta qualidade e luxuosos. Além disso, o aumento das tendências das redes sociais nos países desenvolvidos está também a levar a um estilo de vida dos millennials e Gen Z que gastam mais em produtos de alta qualidade.

Respondendo a todos estes fatores e ao crescente interesse por vinhos espumantes em todo o mundo, o Concurso Mundial de Bruxelas decidiu dar à categoria a merecida atenção, iniciando a Sessão de Espumantes. A cidade de Anadia, na região da Bairrada, em Portugal, acolhe a sua primeira edição. 65 juízes representando 26 nacionalidades irão avaliar 960 vinhos espumantes de 23 países de todo o mundo no Museu do Vinho da Bairrada, de 1 a 3 de Julho de 2022.

Os 3 principais países em número de inscrições na Sessão de Espumantes do Concurso Mundial de Bruxelas são os 3 maiores exportadores mundiais de espumantes – Itália (291 amostras inscritas), França (270 amostras inscritas) e Espanha (165 amostras inscritas). As suas exportações de vinho espumante representam 23%, 15%, e 7% do seu volume total de exportação em 2021 e respectivamente 26%, 35% e 16% do seu valor total de exportação de vinho em 2021.

O país anfitrião Portugal, está em 4º lugar, com a maioria das inscrições da região da Bairrada, onde mais de 50% dos vinhos espumantes portugueses são feitos.

A Bélgica está em 5º lugar em número de participações no concurso. O vinho espumante representa quase 95% da produção total de vinho na Bélgica.

15% dos vinhos espumantes inscritos são rosés. Os rosés têm vindo a registar uma procura considerável nos últimos anos e deverão registar a maior taxa de crescimento anual composta do mercado entre 2021 e 2028. Só o Prosecco Rosévendeu mais de 80 milhões de garrafas no ano passado, o que tem sido o início mais rápido de uma inovação deespumante de sempre na história. Mais de 30% dos vinhos espumantes rosé do concurso são provenientes de Itália.

As inscrições de vinhos biológicos e biodinâmicos representam 13% do total. Como resultado da pandemia, a importância da sustentabilidade, saúde e bem-estar foram reforçadas na mente dos consumidores. Esta tendência está a transformar-se no grande responsável do crescimento do vinho espumante orgânico, biodinâmico e de baixa intervenção.

O vinho mais antigo que entrou na Sessão Espumante deste ano é um vintage 2007.

 

 

Last articles

Resultados CMB Sessão Vinhos Tintos e Brancos: Portugal mantém a sua posição de destaque
18 Jun 24
Resultados CMB Sessão Vinhos Tintos e Brancos: Portugal mantém a sua posição de destaque
O 32º Concurso Mundial de Bruxelas realizar-se-á em Ningxia (China)
10 Jun 24
O 32º Concurso Mundial de Bruxelas realizar-se-á em Ningxia (China)
A 31ª edição do Concours Mondial de Bruxelles começa hoje em Guanajuato
07 Jun 24
A 31ª edição do Concours Mondial de Bruxelles começa hoje em Guanajuato