Derniers Articles

Vinhos espumantes da Bairrada na ribalta
Tendências do vinho em 2023
02 Feb 23
Vinhos espumantes da Bairrada na ribalta
“UMA EXTRAORDINÁRIA MONTRA PARA PROMOVER OS VINHOS ESPUMANTES E AS ROTAS DO ENOTURISMO DA NOSSA REGIÃO”
18 Jan 23
Vinhos espumantes da Bairrada na ribalta
Pays d’Oc acolhe a Sessão de Vinhos Rosé em 2023
09 Jan 23

Vinhos espumantes da Bairrada na ribalta

Jun 27, 2022
Partager sur
Vinhos espumantes da Bairrada na ribalta

Portugal é conhecido principalmente pelos seus vinhos tintos ricos e profundamente coloridos e pelo seu Vinho Verde, mas ao longo da última década a indústria portuguesa de vinhos espumantes sofreu uma revolução, transformando uma categoria até então pouco notável num dos estilos de vinho mais excitantes da Europa. Graças a avanços tecnológicos significativos e novos investimentos no mercado, a produção de vinhos espumantes no país tem aumentado muito nos últimos anos.

“Há alguns anos, apenas a região da Bairrada e de Távora-Varosa demonstravam uma produção significativa de vinhos espumantes”, explica Frederico Falcão, Presidente da ViniPortugal. “Atualmente, todas as regiões de Portugal produzem vinhos espumantes, cuja qualidade tem aumentado imensamente graças à investigação de terroir e a um melhor conhecimento das uvas”.

Mais de 53% dos espumantes portugueses provêm da região da Bairrada, o que equivale a cerca de 7,5 milhões de garrafas. A sua proximidade com o Atlântico torna a Bairrada altamente adequada para a produção de vinhos espumantes de primeira qualidade. Os efeitos moderadores das brisas oceânicas e a amplitude diurna de 20 graus no Verão permitem que as uvas mantenham uma acidez elevada, conferindo frescura aos vinhos resultantes. Em termos de perfil do solo, a maioria das vinhas da Bairrada têm solos ricos em calcário e argilosos, muito bem adequados à produção de vinhos espumantes.

Segundo Frederico Falcão, a produção de vinho espumante na região da Bairrada começou já em 1890: “A escola de vinhos da Bairrada começou a investigar e estudar vinhos espumantes no final do século XIX, encorajando assim os viticultores locais a produzir vinhos neste estilo”.

48% do vinho espumante produzido na Bairrada é certificado DOC Bairrada Espumante.  Existem 28 uvas autorizadas na denominação, mas a maioria dos vinhos espumantes são produzidos a partir de Baga, Maria Gomes, Bical, Chardonnay ou Pinot Noir. “Baga é uma uva local, que encontra a localização perfeita nos solos calcários da Bairrada e é, de facto, a casta principal da região. Produz vinhos espumantes elegantes e complexos com uma acidez equilibrada”, relata Frederico Falcão.

“A Bairrada é a única região em Portugal onde o consumo de vinho espumante é constante durante todo o ano”, assinala Frederico Falcão. “Embora o vinho espumante ainda seja muito sazonal, com o pico de vendas por volta do Natal e Ano Novo, o mercado consumidor em todo o país tem vindo a crescer nos últimos anos”.

De 1 a 3 de Julho, a cidade de Anadia reunirá 65 especialistas em vinho representando 26 nacionalidades na Sessão de Espumantes do Concours Mondial de Bruxelles. O painel irá provar e avaliar 960 vinhos espumantes de 23 países de todo o mundo. Portugal já entrou com 80 vinhos.

O presidente da ViniPortugal reconhece a grande oportunidade que o evento proporciona para a exposição internacional: “Esperamos definitivamente que os vinhos espumantes portugueses brilhem neste concurso, mas para além dos resultados, este é um momento importante para demonstrar a excelência dos vinhos espumantes portugueses aos provadores internacionais”.

 

Jun 27, 2022
Partager sur